Segunda-feira, 10 de Maio de 2004

Querida amiga:

Li atentamente a tua carta, onde revelas o teu caso com um homem casado. Se a tivesse lido há poucos anos atrás, teria ficado chocada, mas hoje tal não aconteceu.
Tal como tu, só depois da separação me apercebi do mundo lá fora e das relações entre as pessoas, relações que eu nunca imaginei!
Vivi muitos anos a dedicada ao marido, abdiquei da minha vida própria, dos meus amigos...
Quando saí de casa descobri a net, um meio onde nos é possível conhecer gente que nunca imaginámos... tive conversas como nunca na minha vida tinha tido. Conheci a face oculta de algumas pessoas...
Descobri, tal como te aconteceu agora, que realmente anda meio mundo enrolado com o outro meio. E que não faz mal...
No início tive uma certa dificuldade em aceitar esta realidade. Custou-me, sobretudo, aceitar que mulheres casadas traíssem os maridos com tanta facilidade. Talvez pela educação que me foi dada...
Mas será que falamos mesmo de traição? Tal como alguns amigos me disseram "ter sexo com outras não faz mal; o problema é quando há sentimentos envolvidos".
Afinal, podemos fazer tudo... se o fizermos apenas pelo prazer! Todos os jogos são permitidos...
Será que o mundo mudou enquanto estive casada? Ou era apenas eu (e tu!) que estava tão fechada numa redoma que não me apercebi de nada?
Queres o meu conselho? Aquele que nunca te daria há uns anos?
Vive essa relação como puderes, se achas que te faz bem e que te sabe bem. Mesmo sendo uma relação "sem futuro", que interessa isso? O importante é o momento presente!!!
E assim me despeço, um beijo para ti e outro para os miúdos.

publicado por floreca às 09:10
link do post | comentar | favorito
11 comentários:
De Kioko a 10 de Maio de 2004 às 17:30
Também calculei que não estivesses somente a responder-me....


De floreca a 10 de Maio de 2004 às 14:11
Por aqui encontram-se amizades tão inesperadas! Mas a carta não foi só uma resposta à tua...


De fly-away a 10 de Maio de 2004 às 14:09
Adorei a resposta. Mas que amiga é esta que me fala ao coração?... Responder-te-ei com mais calma, por agora, outras prioridades me chamam, a saber, trabalho. Beijos, florecazinha!


De floreca a 10 de Maio de 2004 às 12:06
Encandescente, ou evoluiu, ou assumimos esse conceito com maior naturalidade...


De floreca a 10 de Maio de 2004 às 12:05
Para a Lolita, primeiro: acho que, por natureza, o ser humano não é monogâmico. As regras impostas pela sociedade assim nos tornaram... talvez pudessemos ser mais honestos se houvessem menos regras para quebrar...


De Lolita a 10 de Maio de 2004 às 12:00
A traição é infidelidade ou deslealdade? Não será exactamente o mesmo. E quem meteu na cabeça de toda a gente que o ser humano é monogâmico por natureza?
Excelente carta florzinha :-)


De encandescente a 10 de Maio de 2004 às 11:52
Li esta carta e as outras comento esta. realmente nem a traição é o que era, o conceito evoluiu também. gostei:) um beijo a todos os que fazem este blog e parabéns


De floreca a 10 de Maio de 2004 às 11:37
Bem, parece que és um dos "inocentes"... eheheh


De mimosa a 10 de Maio de 2004 às 11:33
Eu não fiz nada..não fui eu...juro! :)

Agora a sério...onde??


De floreca a 10 de Maio de 2004 às 11:22
Mimosa, que exagerado! Ainda há alguns inocentes por aí... ;-)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Actualizar...

. Lá terá de ser...

. Estamos de volta

. Cumprir calendário...

. Pausa

. Mais uma mudança

. SORTE OU NÃO

. Postais ilustrados - 4

. Esta carta é dirigida aos...

. MIMO

.arquivos

. Maio 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Dezembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds