Sexta-feira, 14 de Maio de 2004

Hoje escevo eu.

escrevi-te um dia uma carta de amor
anda por aí perdida nos dias tristes
contava uma estória de bonecas
contava uma estória de lágrimas feitas de cristal
contava uma mágoa que era só minha
e tu puseste a mágoa no teu colo e levaste-a à tua janela
fotografaste uma dor minha em palavras novas
desenhaste os seus contornos a lápis de carvão
sublimaste o vidro soprado em frágil cristal
embalaste uma mágoa que não era já minha
soltaste alguns dos meus eus
abriste a porta

generosamente
graciosamente
delicadamente
amoravelmente

agora és tu
dá-me a tua mágoa
deixa-me soprá-la como um balão colorido
deixa-a voar até tocar o azul
faz dela uma fotografia a preto e branco

composition_1936.gif

texto publicado no meu blogue
http://mulheresechamas.blogspot.com/
no dia 12 de Fevereiro 2004
publicado por floreca às 14:39
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De floreca a 15 de Maio de 2004 às 00:38
um :-)... sem comentários...


De almar a 14 de Maio de 2004 às 19:39
Belíssimo poema, terno e tão bem escrito! Beijinho


De DonBadalo a 14 de Maio de 2004 às 15:03

e agora, Lolita, que posso eu dizer?! sublime?!...
(sabe-me a lugar comum, por isso me calo!)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Actualizar...

. Lá terá de ser...

. Estamos de volta

. Cumprir calendário...

. Pausa

. Mais uma mudança

. SORTE OU NÃO

. Postais ilustrados - 4

. Esta carta é dirigida aos...

. MIMO

.arquivos

. Maio 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Dezembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds