Segunda-feira, 21 de Junho de 2004

Nas cartas de amor

Nas cartas de amor
Há sempre um início
Infeliz
Meu ()
Meu querido
Meu eterno amor

Nas cartas de amor
Há sempre um final
Triste
Tua ()
Sempre tua
Eternamente tua

Quero cartas de amor
Felizes
Para ti que não és meu
De mim que não sou tua
Alguém será de alguém?
publicado por floreca às 08:10
link do post | comentar | favorito
22 comentários:
De almar a 22 de Junho de 2004 às 16:50
Wind: estás na minha onda, mulher! Até escolheste a canção certa! Comenta mais vezes. Beijinhos


De wind a 22 de Junho de 2004 às 16:03
Este é um blog que leio, mas não comento. Só que este post fez-me atrever a tal:) Para haver uma relação, ninguém é de ninguém. Independentemente das pessoas partilharem, rirem, chorarem, têm o seu espaço indivual. Se alguém não respeita esse espeço a relação acaba. Como alguém cantava: "Quando alguém nasce, nasce selvagem, não é de ninguém..." :)


De almar a 22 de Junho de 2004 às 00:46
Floreca: ciúme na dose certa, pois claro! Quem disse que não era bom? :)***


De almar a 22 de Junho de 2004 às 00:45
Ognid: pois é, o tempo encarrega-se de fazer tudo passar. Mas isso nós só sabemos depois… Bjs


De floreca a 22 de Junho de 2004 às 00:01
E é tão bom sentir o outro lado cheio de ciúmes... na dose certa, claro! Que em exagero até dói!!!


De ognid a 21 de Junho de 2004 às 23:57
Depois da troca de palavras entre ti e a Fly_away pouco fica para dizer... apenas que ninguém é de ninguém, na vida tudo passa :)) - o amor, o ciúme, as relações... tudo passa. É bom que no fim reste pelo menos a amizade e o respeito. bjks


De Fly-away a 21 de Junho de 2004 às 21:55
ehehehehe! Não estava zangada. Para me zangar, é preciso muiiiiiiiiiiiiiito mais. Só deposito mta convicção nas palavras. Em suma, adorei o teu poema, não sei se já te tinha dito. Bjs.


De almar a 21 de Junho de 2004 às 21:48
fly-away: bom, gosto da força com que defendes os teus pontos de vista! Assim é que é, nulher. Quando eu falo em respeitar espaço, nem sequer estava a pensar noutras relações. Isso é algo que sinceramente também não faz parte daquilo que defendo. Há muito mais no espaço de cada um do que outras relações. Há necessidade de ser indivíduo, sem ser só em função do outro. Isto não parece ser assim numa fase inicial do amor mas torna-se óbvio quando se tem uma relação que já dura há bastante tempo. Percebo as tuas razões e até te digo: eu também sou ciumenta. Mas não acho que ninguém me "pertença" nem quero "pertencer" a ninguém. Porque sei onde isso leva. Não vale a pena zangares-te, ninguém está aqui a defender o que tu pareces ter entendido. Bjs


De Fly_away a 21 de Junho de 2004 às 20:46
Com toda a certeza. Estou de acordo, Almar. As pessoas que alimentam o ciúme só podem estar doentes, psicologicamente doentes (se conheceres algumas, diz, pois estou a precisar de dar umas consultas... :) Contudo, muitas relações tb falham porque agora é moda dizer-se que: “nããão!!! não sou ciumento (a) !!! Somos todos uns dos outros...!” Mas depois, quando as pessoas se apercebem, já se quebrou o encanto daquela relação especial que tínhamos com aquela pessoa única no mundo, foi-se a confiança, perdeu-se o brilho que constituía aquele relacionamento que possuía uma singularidade tão rara... simplesmente porque um dos dois resolveu flirtar (e até pode ser na net, o que é hoje muitissimo comum) com outra pessoa qualquer, indiferentemente. Não, o ciúme normal não é doentio, o que é doentio é as pessoas imporem no espaço do seu parceiro a sua própria presença e controlo. P que é doentio é achar-se que o ciume normal é careta. O ciúme, quando é saudável, é até muito simpático e faz-nos sentir importantes em relação à pessoa que amamos. Está relacionado com a nossa necessidade de preservamos algo que consideramos importante. É um conjunto de emoções ligado a sentimentos de ameaça a uma relação íntima que é por nós valorizada. É claro que ninguém é de ninguém. Mas não banalizemos as relações só porque o ciume parece fora de moda...


De almar a 21 de Junho de 2004 às 16:27
Fly-away: absolutamente. Mas se fizeres aqui um inquérito sobre ciúme, verás como toda a gente te diz, muito racionalmente, que o ciúme é péssimo, faz muito mal numa relação, etc. O sentido de posse existe mas não pode ser alimentado. Na minha opinião, muitas relações morrem por cada um não respeitar o espaço do outro. Mas também é só a minha opinião. beijinhos


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Actualizar...

. Lá terá de ser...

. Estamos de volta

. Cumprir calendário...

. Pausa

. Mais uma mudança

. SORTE OU NÃO

. Postais ilustrados - 4

. Esta carta é dirigida aos...

. MIMO

.arquivos

. Maio 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Dezembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds