Domingo, 15 de Agosto de 2004

O terceiro amante da Floreca, responde...

Querida...


Recebi a tua carta.


Já sabes que não gosto de lágrimas. A última vez que choraste nos meus braços sujaste-me o casaco, com esse rímel que usas, e a minha mulher achou muito estranhas aquelas manchas... Depois foi mais uma cena daquelas que te descrevo quando te digo que não posso ir ter contigo porque ela já está a desconfiar.


E quanto aos telefonemas é obvio que não tenho medo. Ou achas que sou parvo e não te ligo apenas quando estou a quilómetros dela?! E do telemóvel do trabalho que é para nem existir a possibilidade de ela apanhar a factura! Por favor... Eu não tenho 20 anos e não és a primeira a passar assim pela minha vida! Tu gostas é de acreditar que eu vivo um amor secreto contigo. Mas não. Telefono-te e essas merdas dos sms e assim, porque obviamente não sou parvo e sei que se não te adoçar um bocadinho a boca, perco-te e depois para arranjar outra minimamente e que não chateie muito é cá uma trabalheira!...


Outra coisa, isso dos momentos livres... Já sabes que é complicado. Tenho a mulher lá em casa, o trabalho, o Golf, os amigos, os filhos,... e tu! Achas que é fácil? Obvio que não chega tempo para tudo mas nem te podes queixar muito porque pelo menos uma horita por semana passo contigo. Só se a jantarada semanal com a malta mudar de dia é que não há nada a fazer. Mas isso tu já sabes que és uma querida!


Adorava passar os dias todos ao teu lado. Mas sabes bem que se quisesse uma mulher como tu não teria casado com uma fada do lar como a minha mulher. Ou achas que foi obra do acaso?! Ou que se realmente quisesse mesmo não me separava e deixava tudo?! Gosto muito de ti, gosto muito de estar contigo mas "estar todos os dias ao teu lado" era um bocado impossível... Com o Golf, os amigos, e aquelas coisas que já mencionei. Nem a Maria, que é a Maria, tem esse privilégio e ias ter tu! Ai!... As mulheres. Sempre nos contos de fadas!


Bem... Quanto ao amor... Claro que te amo, querida. Amo aquele frémito de ir ter contigo ás escondidas, de me vir dentro de ti e te ver a gemer, de te poder fazer aquilo que me apetecer e tu ainda dizes que gostas,... Amo isso tudo. Mas acredita que como tu há muitas, por isso não chateies muito se não ainda começo a dar em cima daquela tua amiga moreninha muito engraçada que parece ser mais burrinha e menos chatinha.


Quanto a escolhas, por favor. Escolheste o nosso amor???? Como assim???? Tu não tinhas nada.... Um ex-marido que não te ligava nenhuma, um filho chato que ainda bem que mandas dormir a casa dos teus pais sempre que vou aí (se não tínhamos que ir para um motel e saia bem mais caro), uma vidinha sem sequer amigas presentes porque são todas casadas ou com namorado e ainda dizes que me escolheste! Por favor! Tiveste foi muita sorte em eu aparecer e tirar-te as teias de aranha! se não eras ainda uma dessas rabugentas com falta de amor!


Enfim... Vê lá se não te queixas muito e pode ser que qualquer dia ainda te leve a jantar, como queres desde que começamos, à praí 3 anos.


Beijinhos.


P.S. Na segunda-feira afinal não posso estar contigo porque a irmã do marido da cunhada da melhor amiga da minha mulher faz anos e é mesmo muito importante para ela que eu vá. Mas depois compenso-te.


P.S.S. Tenho uma prendinha para ti. Foi a minha secretária que comprou, mas fui eu que me lembrei! Já sabes que não tenho tempo para essas coisas. É um fato de cabedal daqueles das sexshops. Ela experimentou e fica muito bem. Mas a ti fica melhor, claro. quero que vistas quando for aí.


 

publicado por floreca às 20:37
link do post | comentar | favorito
|
25 comentários:
De floreca a 16 de Agosto de 2004 às 03:17
Ana, somos vários autores, neste blogue. Bem vinda:-)


De Ana a 16 de Agosto de 2004 às 03:07
Gostei muito. A cena dos homens casados é horrível, mas a tua caricatura torna a situação aparentemente mais ligeira. Tou a ver que venho cá mais vezes para confirmar se estás sempre tão bem inspirada como hoje. Bijinhos!


De floreca a 16 de Agosto de 2004 às 02:44
Zombas, acho que a carta revela bem o que pensa um homem que "anda a dar umas quecas fora"... o que pode ser bem diferente de ter uma amante!


De floreca a 16 de Agosto de 2004 às 02:42
Olha, Zé, quando nos sentimos amados, ganha-se sempre. Sabes que uma palavra de amor ao acordar nos consegue manter felizes o dia todo? E que, se estamos felizes, não andamos a contar os minutos com ansiedade (pelo menos negativa)?


De zombas a 16 de Agosto de 2004 às 02:00
Dá-me um exemplo, Floreca... Ganha momentos? E o restante tempo, como o passas??? A contar minutos qyue se transformam em horas e acabam em dias de ansiedade??? Belo passatempo, esse....


De zombas a 16 de Agosto de 2004 às 01:58
D_A, Gostei da tua carta! muito do que ali está, é como uma chapada nas beiças de muito boa gente!
E pior.... é muito do que pensa um gajo com uma amante!



De floreca a 16 de Agosto de 2004 às 01:56
Pois, Zombas, mas mesmo ficando a perder, ganha alguma coisa...


De z cutivo a 16 de Agosto de 2004 às 01:56
Ter os dois é o sonho de qualquer gajo com uma amante! Se esta o permitir, ou é masoquista ou é burra, ou não sabe o que quer.... Permitirias ou gostarias de ser sempre a outra?? Não acredito! Haveria sempre de haver um dia em deixarias de gostar de ti própria por isso....


De diario_apaixonado a 16 de Agosto de 2004 às 01:53
O q escrevi era p ti de ficar sem resposta era p ti, floreca.


De diario_apaixonado a 16 de Agosto de 2004 às 01:53
Pois... fiquei sem resposta...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Actualizar...

. Lá terá de ser...

. Estamos de volta

. Cumprir calendário...

. Pausa

. Mais uma mudança

. SORTE OU NÃO

. Postais ilustrados - 4

. Esta carta é dirigida aos...

. MIMO

.arquivos

. Maio 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Dezembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds