Sexta-feira, 28 de Maio de 2004

Carta para ti.

Estou a escrever porque tenho necessidade de deixar uma marca, quer para mim como para ti, do que sinto neste momento... Desde que os teus lábios tocaram os meus que o mundo assumiu formas diferentes, cores diferentes, certezas indiferentes. Tudo mudou, nada regressou sequer à normalidade com o passar dos dias. Pelo contrario. Quanto mais os meus olhos pousam em ti, mais tudo se torna incrivelmente, irremediavelmente confuso. O meu mundo transformou-se, talvez, perpetuamente num conjunto de formas distorcidas e de certezas perdidas. A única certeza é passar os dias a pensar em ti. Comigo. Em ti. Só em ti. Sonhos, pensamentos, sentimentos,... Tudo. Só para ti. Sempre a aguardar um sinal de que me queres. Um sinal. Uma vontade expressa por ti de quereres o meu corpo. De queres os meus beijos que suplicam os teus lábios. Deixas-me assim... perdida. Perdida! Num labirinto de sentimentos, de incertezas...´


A única certeza é estar irremediavelmente apaixonada por ti. É querer-te em todos os minutos...


Por vezes fecho os olhos e parece que sinto os teus a olhar-me. Vejo-os... meigos, como quando olhas para mim e parecem que eles sorriem... Tão bom, sentir o teu olhar. Tão bom. Beijar os teus lábios. Quando dizes que gostas de mim... Adoro-te mesmo. Não é só desejo por ti. É vontade de te ter sempre, de saber o que estas a fazer, é preocupar-me com o que pensas ou sentes, é sentir a tua falta quando não me queres... É não conseguir estar um único momento sem pensar em ti...

publicado por floreca às 02:53
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De analis a 14 de Novembro de 2005 às 17:46
adorei realmente a paixão nos leva a flutuar no imaginário e cabamos escrevendo líndissimos poemas. Amei bj


De passarella a 28 de Maio de 2004 às 17:01
Gostei! Qualquer dia escrevo-te! :)


De clia a 28 de Maio de 2004 às 15:07
Fantástico o que a paixão nos faz... Fantástico como nos dá vida mesmo quando estamos há muito quase mortos. Gostei muito do que escreveste. Continua a flutuar :)


De Dora a 28 de Maio de 2004 às 14:49
Linda carta de amor/paixão, Diário_Apaixonado :-)


De Kioko a 28 de Maio de 2004 às 14:04
Queres marcá-lo?... Com cartas não vais lá. Mas se queres umas dicas, diz qualquer coisa :)


De Maria a 28 de Maio de 2004 às 11:41
O Amor não pode ser obsessivo.. não pode quer controlar, tem que confiar, tem que ser tranquilo... de outra forma, desgasta-se e consome-se com o tempo... Beijinhos e bom fim de semana


De almar a 28 de Maio de 2004 às 08:19
A paixão pode ser uma obsessão (rima e é verdade). Gostei da tua carta. Beijinhos


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Actualizar...

. Lá terá de ser...

. Estamos de volta

. Cumprir calendário...

. Pausa

. Mais uma mudança

. SORTE OU NÃO

. Postais ilustrados - 4

. Esta carta é dirigida aos...

. MIMO

.arquivos

. Maio 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Dezembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds